Demitido do SBT, Hermano Henning revela grande fraude de Silvio Santos

Hermano Henning tem sua história confundida com a do próprio SBT. Ele prestou serviços para a emissora por 23 anos. No entanto, sua demissão deu o que falar. Ninguém entendeu muito o que aconteceu. Isso porque Hermano, mesmo tendo grande experiência em tudo o que fez na carreira, acabou sendo substituído por um novato, o polêmico Dudu Camargo, que comanda o ‘Primeiro Impacto’. A demissão de Henning, no entanto, expôs uma condição polêmica. O jornalista nunca recebeu direitos trabalhistas e, segundo informações do site Natelinha, em reportagem publicada neste domingo (13), decidiu entrar na justiça contra o canal de Silvio Santos.

Hermano Henning diz que SBT não pagava seus direitos trabalhistas e anuncia: ‘Vou processar’

Hermano está com 71 anos e passou boa parte de sua trajetória dedicando sua vida ao jornalismo do SBT. André Froes de Aguilar, advogado de Henning, explicou que, durante os 23 anos em que o apresentador esteve no SBT, a única coisa que ele recebia era o seu salário e que a justiça trabalhista é muito clara com as obrigações que uma empresa precisa ter em relação aos seus empregados. Nesse tempo, Hermano não recebeu décimo terceiro, férias e nem mesmo o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Advogado diz que SBT promoveu fraude contra Hermano Henning a querer pagar apenas metade do seu salário por meses

O advogado do comunicador explica que também pede a equiparação salarial de Henning com outros contratados da emissora de Silvio Santos. Ele ainda aproveitou para expor uma grande fraude proposta pela empresa do ‘Homem do Baú’ e que era comum. Após o contrato de Hermano Henning acabar, o SBT propôs o chamado “contrato tampão”, pedindo que o comunicador ficasse mais três meses na emissora.

Hermano Henning e SBT ainda não saberiam valor de indenização a jornalista veterano

No entanto, isso, de acordo com o advogado do jornalista, não passa de uma fraude. O advogado explica que a redução de 50% proposta no salário do jornalista, nesse caso, é vista como ‘pejotização’ do trabalho. O advogado ainda diz que a figura da pessoa jurídica é uma forma de mascarar a tentativa das empresas em não quererem pagar todos os direitos trabalhistas. “A estimativa de valor é só depois que a gente tiver uma sentença reconhecendo o vínculo. Por enquanto não tem valor nenhum”, esclareceu o advogado. O SBT preferiu não se pronunciar a respeito do assunto, que está provocando polêmica.

…Leia mais

Complete here – Clique Aqui

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *